Versátil e fácil de utilizar o Samuraï Jig é adequado às pescas de predadores em shore jigging.

A técnica denominada shore jigging, caracteriza-se por lançar e recuperar jigs a partir de estruturas costeiras, sejam estas zonas de praia, zonas rochosas em falésia ou zonas portuárias.

Esta técnica visa um número alargado de peixes predadores, em que se incluem, entre outros, o robalo, a cavala, o bonito, a garoupa, a anchova, a bicuda e alguns tunídeos.

Para o shore jigging, o litoral Continental, e as ilhas dos arquipélagos dos Açores e da Madeira, possuem spots e condições excelentes.

A utilização do Samuraï Jig em shore jigging mostra-se eficaz, pelas características da amostra, que autoriza lançamentos a grande distância, permite prospetar todos os níveis da coluna de água e efetuar ação de pesca mesmo com mar agitado.

O Samuraï Jig vem equipado de origem com um triplo sólido, estando disponível em 6 cores com gramagens de 20, 30, 40 e 60 g. Estes jigs facultam ao pescador a possibilidade de utilizar a sua criatividade.

Armar os Samuraï Jig com assist hooks, decorar o anzol triplo original, substitui-lo por anzol simples, decorado ou não, são ainda algumas das alternativas.

Esta imagem, meramente exemplificativa, sugere um conjunto de possibilidades de armar o Samuraï Jig, com assist hooks na cabeça e um anzol decorado na cauda.

De entre as canas adequadas ao shore jigging deixamos aqui a referência a duas canas Daiwa, são elas a GRANDWAVE BULLE e a LEGALIS SHORE JIGGING.